blogpontual

28 de outubro de 2017

Horta de cozinha em casa - aprenda a fazer a sua

Manter uma horta em casa é uma atividade capaz de trazer muitos benefícios para o seu dia a dia. Além de ter verduras e temperos frescos a qualquer hora, você poderá adquirir o hábito de comer de forma mais saudável, cultivando alimentos orgânicos (ou com o mínimo de químicos possível) e balanceando melhor suas refeições. A manutenção da horta caseira pode inclusive se tornar um hobby para aqueles que gostam do contato com a terra. E por último, mas não menos importante, o colorido da horta certamente servirá como um up na decoração.

 Onde instalar a horta?

Como qualquer vegetal, as mudinhas próprias de uma horta gostam de ambientes arejados, com sol e umidade na medida certa. Mas, se você não possui um ambiente externo como um jardim ou quintal, não se preocupe! É possível plantar uma horta dentro de casa. Dispondo e uma sacada ou varanda, aposte nesses locais para plantar seus temperos. Não havendo um ambiente assim, separe um cantinho na própria cozinha ou área de serviço, sempre próximo a uma janela. Você pode inovar montando hortas verticais, ou plantando em latas, vidros, caixotes de madeira e recipientes plásticos reciclados


- O que plantar?
O que você decidir plantar deve estar de acordo com as características do local. Verifique alguns pontos importantes, como:
O cantinho da sua horta consegue obter uma boa incidência de luz solar durante a maior parte do dia? Aposte em plantas como manjericão, tomilho, orégano, sálvia e tomatinho cereja.
Se o sol não bate diretamente, ou bate durante poucos minutos do dia, prefira temperos como cebolinha, salsa, hortelã e louro.
Para estações mais secas, pimenta habanero e alecrim - que não necessita muita rega - são opções mais certeiras.


- Cuidados básicos:
O cantinho verde da sua casa precisa de cuidados diários para crescer e florescer como você deseja. Regar, adubar, controlar pragas e, em alguns casos, podar são atividades que devem entrar na sua rotina. É importante se informar sobre o manejo correto de cada planta, combinando em um mesmo local mudas que necessitam dos mesmos cuidados. 

Em geral, grande parte das hortaliças precisam ser alojadas em recipientes com profundidade mínima de 15 centímetros, para permitir que suas raízes se acomodem. Se você dispor de uma jardineira grande e quiser colocar mais de uma planta no mesmo vaso, respeite um espaçamento de, no mínimo, 20 cm entre uma e outra.


Definido o local do plantio, é hora de pensar na adubação e proteção das suas mudas contra pragas. No mercado estão disponíveis opções de adubos orgânicos como o composto de farelos (bokashi) e o vermicomposto (húmus de minhoca), que são tradicionalmente os mais utilizados no cultivo caseiro. 

Já para afastar as pragas, aposte em repelentes. Essas substâncias podem ser encontradas em lojas de jardinagem ou podem ser feitas em casa. Uma receita fácil e muito eficaz para combater lagartas e formigas pode ser preparada com pimenta malagueta, água e sabão. Misture uma xícara de pimenta malagueta picada com 2 litros de água. Deixe de molho por 3 dias ou ferva por 15 minutos. Após, acrescente sabão em pó ou lascas de sabão, misture e filtre. Essa mistura pode ser borrifada nas plantas de 1 a 3 vezes por semana.

Em relação às regas, a frequência correta varia de espécie para espécie. No entanto, como regra geral, evite deixar o solo encharcado ou muito seco. Um teste para saber se o solo recebeu água suficiente é pegar um punhado de terra nas mãos e apertar. Caso a água escorra entre seus dedos, há água demais; se a terra esfarelar significa que está muito seca. A medida certa é atingida quando a terra fica com uma consistência firme, como uma massa.

- Dicas extras: 
Identifique cada planta pelo nome, assim, não há erro na hora de utilizá-las para o preparo de algum prato.
Algumas plantas podem florescer a partir de restos que normalmente jogaríamos fora. Um exemplo são os talos das cenouras, das cebolinhas e do alho-poró, que, quando submersos em água durante alguns dias, reiniciam seu processo de crescimento. Depois, é só passar para a terra.


Cultivar uma horta é uma atividade que requer paciência, cuidado e dedicação. Fará você compreender melhor o tempo da natureza e sua forma de agir.

Gostou? Deixe seu comentário!
Deixe seu comen


Deixe seu comentário

ATENÇÃO: Os comentários abaixo são de total responsabilidade de seus respectivos autores e não representam, necessariamente, a opinião da imóveis pontual


Entrar em contato no WhatsApp